Até que enfim consegui terminar o colete que vou dar de presente para a minha sogra. Caramba! Esse me deu um baile! Desmanchei o decote porque achei que estava grande demais, depois desmanchei duas vezes na hora de pegar os pontos do decote porque, primeiro ficou enorme, sobrando para os lados (tinha feito sem diminuições) e o arremate ficou frouxo demais, depois porque minhas diminuições ficaram horríveis, só na terceira vez que acertei.

Como se não bastasse, peguei os pontos para subir o acabamento das cavas e a cava que era enorme ficou minúscula! Pegando em baixo do braço, um horror! Desmanchei de novo e tive que fazer acabamento com i-cord, não ficou perfeito, mas bem melhor. Só a segunda cava fiz de primeira, já que tinha a outra antes para errar.  😛

Em compensação fazer este colete foi um enorme aprendizado! Aprendi que não devo deixar o primeiro ponto da carreira sem fazer, pois fica horrível e dá três vezes mais trabalho para pegar os pontos depois (isso no decote e nas cavas). Aprendi a trabalhar com tranças, fazendo o desenho da trança do meio subir pelo decote, achei que ficou muito bom para uma primeira vez. Mas ainda não aprendi a fazer tranças decentes, o último ponto sempre fica a maior, e olha que tentei todas as dicas da EZ, quem sabe seja uma questão de prática.

Aprendi a fazer grafting com pontos meia e tricô juntos, não ficou exatamente perfeito, mas dá para enganar.  Aprendi a fazer acabamento com i-cord, que nunca tinha feito. Enfim, foram muitos aprendizados! 🙂

Espero que ela goste e que tenha valido a pena tanto sacrifício! rs… Abaixo as fotos.

Um beijo e ótimo resto de domingo!

O colete, finalmente terminado.

Detalhe da trança e do decote

Detalhe do grafting do ombro

Meu companheiro de aventura e um copo delicioso de suco de melancia feito pelo marido, uma pausinha no tricô! (e a perna, tão branca quanto a camiseta rs....))

Share